Corinthians não é pra qualquer um

Corinthians não é pra qualquer um

Nascido e criado na Freguesia do Ó, bairro da Zona Norte de São Paulo, Alex Zingarelli é mais que um corintiano fanático, ele é a personificação da Fé Alvinegra.

Corinthians | Ingressos
Corinthians | Fotos

Louça, enfeites, quadros, camisas e bandeiras com escudo do Corinthians. A casa de Alex é um templo alvinegro, destinado a receber amigos em dias de jogos e guardar todo o acervo que ele juntou ao longo dos seus 37 anos.

Corinthians | Lembranças

Todas as finais desde 1988, um certificado exclusivo para jogadores, várias tatuagens, milhares de fotos e histórias inacreditáveis, sem falar da Grande Festa Beneficente Corinthiana da Freguesia, que ele vem realizando há 8 anos. Não é a toa que Alex é um personagem reconhecido e respeitado por toda a comunidade alvinegra da região.

Corinthians | Igreja

Não existe tempo ruim para quem tem fé

Corinthians | Fé

Devoto de São Jorge, Alex teve sua maior provação de fé quando descobriu que o batizado de sua filha estava marcado para 13/12/1998, mesmo dia de Cruzeiro x Corinthians, primeira partida da final do Campeonato Brasileiro daquele ano.

Como não pôde ir para Belo Horizonte de ônibus com os amigos, o mau humor de Alex era visível. Até o padre veio consolá-lo: “São Jorge te perdoa.” Mas, ainda inconformado, Alex disse: “Eu sei que São Jorge perdoa, o problema é eu me perdoar.”

No almoço após o batizado, faltando cerca de 6 horas para o início da partida, o instinto fanático de Alex falou mais alto e ele decidiu que não ia perder aquela final. Sem nunca antes ter viajado de avião, ligou para uma companhia aérea explicando que precisava estar no Mineirão até as 18h.

Na hora de passar o código de reserva da passagem, o atendente falou um “C de Cruzeiro”. Foi o suficiente para Alex desligar o telefone e ligar em outra companhia aérea, para ser atendido por um corintiano que o ajudou.

Antes mesmo da sobremesa, Alex dá a notícia para família. Mesmo com sua mãe chorando, ele deixou claro: “Alguém vai ter que me levar para o aeroporto agora!” E assim foi, não sem antes parar em uma banca para comprar filme para a câmera fotográfica.

Pelo sistema de comunicação do avião veio a pior notícia para Alex. Devido ao mau tempo, o pouso, previsto para o aeroporto da Pampulha minutos antes do jogo, seria alterado para Confins, o que inviabilizaria seus planos.

Corinthians | Viagem

Pior que isso, Alex não tinha dinheiro para voltar para São Paulo de ônibus, e estava contando com a carona dos amigos que foram. Seu desespero era tanto, que chamou a comissária de bordo e contou toda sua história. Comovida, ela foi até a cabine do comandante, que decidiu atender ao pedido de um corintiano fanático e sobrevoou Belo Horizonte até que houvesse condições de pouso em Pampulha.

Quando o avião tocou o solo, Alex pulou sobre os assentos para chegar mais rápido à saída, e logo conseguiu carona com uma família que estava pegando um táxi para o jogo.

Agora só faltava um simples detalhe: o ingresso!

Alex correu para a catraca e teve que, mais uma vez, explicar sua jornada ao porteiro, que não teve muito o que fazer: “Vocês são um bando louco mesmo! Vai lá.”
Depois de passar por baixo da catraca, Alex ainda ficou procurando no chão o canhoto do ingresso, algo que ele coleciona religiosamente.

Os times já estavam em campo quando ele começou a subir as escadas da arquibancada o mais rápido que podia. Faltando alguns degraus, uma derrapada rendeu a Alex um belo corte no queixo, nada que o abalasse naquele momento.

Mesmo com o sangue já se espalhando pela camisa, Alex finalmente encontrou seus amigos, que não entendiam como aquilo era possível. Naquele exato momento, a torcida começou a escalação do time: “Na mesma hora que eu abracei os caras, a torcida começou: Dida! Dida!”

A partir daí, é tudo final feliz. O empate por 2x2 fora de casa, a volta para São Paulo com os amigos, o título 10 dias depois e uma história incrível para toda a vida.

Renovando os votos

Quatro décadas após do histórico título Paulista de 1977, o Corinthians encara mais uma vez a Ponte Preta na final do torneio. Para uma data tão especial, Alex resolveu marcar na pele sua Fé Alvinegra e devoção por São Jorge de uma forma bem especial.

Pelas mãos de Helinho, torcedor e tatuador conhecido por todos no Parque São Jorge, a tatuagem é ainda mais especial por ter sido feita exatamente onde tudo começou, no vestiário da Parque São Jorge, sob o gramado da famosa Fazendinha.

Camisa Nike Corinthians

Além da nova tatuagem de Alex, a nova camisa do Timão também é inspirada em São Jorge e na conquista histórica de 1977. Garanta o seu manto.

Comprar
Saiba mais